Músculos não desaparecem do dia para noite

Sabemos que devemos fazer pausas periódicas de treinamento pelo simplesmente para descansar nossa mente e corpo. No entanto, não deixamos de treinar nem durante as férias. O motivo? Temos medo de que todo o nosso músculo suamos para construir, de alguma forma vai murchardo nada se não formos capazes de continuar o nosso regime específico de treinamento pesado e comer a cada duas horas.

O recente caso da IFBB pro Victor Martinez pode servir como prova convincente de que nossas preocupações são totalmente infundadas.

Em outubro do ano passado, Victor, que nasceu na República Dominicana, ganhou o primeiro Arnold Classic Europa. Em seu retorno a Nova York, ele foi detido pela Alfândega dos Estados Unidos e funcionários da imigração, devido a problemas com o visto e, posteriormente, passou os próximos sete meses em um centro correcional de Nova Jersey, enquanto o seu destino foi determinado pela imigração. Victor não teve como treinar com pesos na prisão e só teve como opção fazer flexões e abdominais.

Quanto à comida, ele tinha bastante á sua disposição, no entantos os alimentos possuiam alto teor de açúcar e gorduras, com uma quantidade minúscula de proteína.
Ao invés de ganhar gordura se alimentando com “junk-food” e depois realizar um treinamento voltado para  perder  gordura, após a sair da prisão, Martinez escolheu para comer muito pouco. Sem treinamento, alimentação balanceada e, certamente, nenhum dos vários suplementos que normalmente estava costumado a utilizar, muitos acreditavam que Victor iria voltar como um “esqueleto”. Ele entrou na prisão em 120 quilos de músculo rasgado, e as pessoas especulavam quanto quilos ele iria ter quando fosse libertado-100, 95, 85 quilos?

Como vimos, no dia em que o juiz  permitiu que ele ficasse nos EUA, Victor parecia bem magro e pesando em cerca de 100 quilos. Os braços e peito, pontos fortes, ainda pareciam com boa qualidade musculaar. Três semanas depois, eu o vi em Nova York. Seu peso já estava de volta até 110 quilos e subindo. Ele tinha certeza de que a pausa prolongada de treinamento pesado e alimentação, embora não fosse por escolha própria, acabou se tornando uma coisa boa para ele. Sua motivação era contagiante, além do normal, e as

dores irritantes de qualquer homem que está treinando para muitas competições, durante  anos, tinham desaparecido completamente. Seu corpo foi preparado para crescer novamente.

Como se viu, Victor foi de 220 quilos e muito magra dia o juiz decidiu permitir que ele ficasse nos EUA para o bem. Seus braços e peito, pontos fortes, sempre ainda parecia bastante robusto. Três semanas depois, eu o vi em Nova York. Seu peso já estava de volta até 245 e subindo. Ele tinha certeza de que a pausa prolongada de treinamento pesado e alimentação, embora não por escolha, tinha acabou por ser uma coisa boa para ele. Sua motivação foi através do telhado, e as dores pequenas irritantes e dores qualquer homem que está treinando para muitas ofertas anos com regularidade tinham desaparecido completamente. Seu corpo foi preparado para crescer novamente.

Que sirva de lição para alguns de nós que só de pensar na palavra “descanso” mordem as unhas, com a idéia de não treinar ou comer como um fisiculturista por mais de uma semana. O músculo que você trabalhou por tanto tempo, e que foi tão difícil de adquirir não está prestes a desaparecer do nada. Na verdade, há uma boa chance de que o descanso vai trazer novos ganhos, que nunca teriam ocorrido de outra forma. Quem disse que não podemos aprender alguma coisa com os profissionais?

 

 

Autor: Ron Harris é autor de “Real Bodybuilding—Muscle Truth From 25 Years in the Trenches”

Be Sociable, Share!

Esta entrada foi publicada em DICAS e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta