Melhore seus treinos com o equilíbrio certo de Aminoácidos

Veja quatro conjuntos de aminoácidos para melhorar os seus treinos e seus resultados

Tomando o equilíbrio certo de aminoácidos antes de treinar leva a melhores treinos e resultados aparecem rapidamente no treino intenso aliado a uma dieta rica em proteínas. Aqui estão quatro aminoácidos  que recomendamos para melhorar seus treinos-e seus resultados.

O QUE VOCÊ PRECISA:

Citrulina Malato

Aumenta o fluxo de sangue por  se converter em arginina, assim, aumentar a produção de percursores do óxido nítrico.

Como funciona: Há um aumento de 34% da produção de trifosfato de adenosina durante o exercício e um aumento de 20% do nível de regeneração de ATP,

Aumentando a capacidade do seu corpo para regenerar ATP mais rapidamente (uma molécula necessária à contração dos músculos), seus músculos podem funcionar em uma intensidade máxima durante mais tempo!

Outra vantagem muito falada da citrulina malato enquanto suplemento é sua capacidade em eliminar o ácido lático durante atividades de alta intensidade. Torna-se, por isso, consideravelmente importante, na medida em que várias pesquisas já demonstraram que o ácido lático reduz a performance atlética.

Beta-alanina

Suporta força por elevar carnosina, uma  molécula de peptídeo  que trabalha com creatina.

É o precursor limitante de taxa da carnosina, o que significa dizer que os níveis de carnosina estão limitados pela quantidade de β-alanina disponível. A suplementação com β-alanina tem sido evidenciada como propiciando o aumento da concentração de carnosina nos músculos, reduzindo a fadiga em atletas e aumentando o trabalho muscular total realizado.

O organismo produz energia recorrendo a três sistemas: ATP-CP, aeróbico e anaeróbico. Durante a produção de ATP são gerados alguns subprodutos, conhecidos como resíduos metabólicos. Um desses subprodutos é o ácido láctico. No corpo, o ácido láctico é quebrado em lactato e iões de hidrogénio. Ao contrário da crença popular, não é o ácido láctico que causa a sensação de queimadura dos músculos.

Esse efeito deve-se aos iões de hidrogénio que são libertados dentro das células musculares durante a quebra do ácido láctico. Eles diminuem o pH muscular (ou, por outras palavras, aumentam a acidez das células musculares), dificultando a contração muscular. A sua acumulação originará a fadiga muscular.

A carnosina é a molécula responsável por neutralizar este aumento de acidez.

o corpo produz carnosina unindo a beta-alanina à histidina. A suplementação com beta-alanina pode ser interessante para aumentar os níveis de carnosina nas células musculares. Quanto mais carnosina houver nas suas células musculares, mais demorará a atingir a fadiga muscular

 

BCAAs

Aumente síntese de proteína e  evitar a quebra de  músculo. BCAAs  chega ao tecido muscular  mais rápido do que outros aminoácidos.

O BCAA (Branch Chain Amino Acids) que traduzindo para português quer dizer Aminoácidos de Cadeia Ramificada, são aminoácidos essenciais (o organismo não produz e é proveniente da dieta), são constituídos de 3 aminoácidos: valina, isoleucina e leucina.

O BCAA é de especial interesse para os esportistas, fisiculturistas, praticantes de atividades físicas em geral porque são metabolizados nos músculos. Eles podem ser usados para produzir energia ou para construir novas proteínas.

Embora as fontes de proteínas completas, como carnes, contenham BCAAs, a pesquisa mostrou que a suplementação adicional pode ser benéfica. Uma vantagem da suplementação desses aminoácidos reside na sua capacidade de aproveitar ao máximo o período pré e pós-treino.

Durante os exercícios com pesos ou que exigem grande esforço físico, o corpo entra em estado catabólico e se o organismo não tiver os nutrientes necessários para se abastecer durante o treino, ele passa a retirar os aminoácidos presentes nos músculos para suprir a demanda do corpo por energia. O resultado disso é a perda de massa muscular, portanto, é muito importante a suplementação com BCAA antes e depois do treino.

O BCAA possui um papel muito importante na recuperação de lesões musculares, lesões essas formadas durante um treino de musculação. Durante o treino, o corpo entra em estado catabólico (o catabolismo muscular é um processo onde existe um desgasto energético muscular, ou seja, uma degradação da massa muscular) e se o organismo não tiver os nutrientes necessários para se abastecer durante o treino, ele passa a retirar os aminoácidos presentes nos músculos para suprir a demanda do corpo por energia. E o resultado disso é a perda de massa muscular.

O BCAA estimula a produção de insulina, que é um hormônio altamente anabólico, e que com sua elevação, propicia uma ótima absorção dos aminoácidos e outros nutrientes, servindo de matéria-prima na construção dos músculos, e permite uma maior entrada de glicose nas células, dando mais energia durante os treinos. Por esses fatores citados, entende-se porque o período ideal para se consumir os BCAA’s é antes e depois dos treinos, para pode suprir todas essas necessidades.

TYROSINE

Aumenta a energia, o humor,  e desejo sexual,  aumentando a produção  de dopamina,  noradrenalina e  adrenalina.

A Tirosina ou L-tiroxina é um aminoácido não essencial, o qual o organismo sintetiza a partir da Fenilalanina, ou outro aminoácido.

O aminoácido Tirosina é importante para a formação da estrutura de todas as proteínas do corpo.

A tirosina pode ser encontrada em:

  • laticínios (sempre prefira os desnatados ou light),
  • carnes magras,
  • carne de frango sem pele,
  • ovos,
  • peixes,
  • trigo,
  • aveia,
  • nozes,
  • castanhas
  • queijo tofu.

SNAG-0064_03

 

Be Sociable, Share!

Esta entrada foi publicada em DICAS, NUTRIÇÃO e marcada com a tag , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta