A boa nutrição começa com um intestino saudável – Por Luciane Vieira

Instestino Saudável
 MICROBIOTA INTESTINAL:

  Hoje já esta bem estabelecido que o intestino abriga uma contagem de microrganismos em tornos e 10 a 100 triliões habitando nosso intestino. Isso significa que a microbiota intestinal se constitui de um ecosistema altamente complexo, composto por centenas de espécies microbianas que interagem com o hospedeiro, podendo interferir de forma positiva ou negativa na sua saúde.

  A microbiota intestinal e’ considerada saudável e equilibrada quando conta com diferentes filós, gêneros e espécies bacterianas encontradas no cólon de indivíduos saudáveis, desempenhando funções benéficas a saúde do hospedeiro, numa condição e homeostase. porem quando ocorre desequilíbrio na predominância dos filós, contagens de espécies ou até mesmo funcional da microbiota intestinal, modificando de um estado benéfico para um mais deletério a saúde do hospedeiro, essa condição chama-se Disbiose.

  Os dois principais substratos fermentáveis pelas bactérias são o amido resistente, as fibras alimentares e proteínas que escapam da digestão no intestino delgado. Porem os carboidratos são energicamente mais favoráveis como substrato da microbiota.

  Uma das formas clássicas de estudo dos benefícios a saúde promovidos pela microbiota intestinal e’ a avaliação das consequências negativas que uma disbiose ao se instalar por decorrência de: uso de antibióticos, stresse físico e mental, alteração do peristaltismo intestinal e modificações dietéticas.

  Esse desequilíbrio na microbiota pode levar a:

  • aumento da predisposição a doenças metabólicas, desenvolvendo inflamações crônicas no intestino
  • aumento do risco de infecção por microrganismos patogênicos
  • geração de compostos metabólicos que estão relacionados ao desenvolvimento de câncer do colorretal principalmente .
  • alteração do metabolismo energético e lipí

    Suplementos

ENTAO COMO GARANTIR UMA MICROBIOTA SAUDÁVEL?

   A ingestão diária de alimentos saudáveis e que regulam a macrobiota do intestino e o uso dos bactérias probióticas como lactobacilos e as bifidubacterias.

  Entrariam na lista alimentos como leites fermentados e iogurtes que são as maiores fontes desses microrganismos e devem ser consumidos diariamente, chicória, alcachofra e batata yacon são alimentos estimulantes do crescimento bacterianos também auxiliam na proteção do intestino.

  Certamente, os diversos tipos de legumes, verduras e frutas também auxiliarão nesse quesito.

  Existem também hoje no mercado de suplementos produtos industrializados acrescidos de bactérias probióticas em pó ou cápsulas são alguns alimentos que contêm probióticos, sendo estes considerados alimentos funcionais devido ao seu benefício à saúde.

  O nutricionista é o profissional preparado para detectar as dificuldades e possíveis acontecimentos que estejam atrapalhando a digestão, observar o consumo de alimentos constipantes ou laxantes, sabe como tratar pacientes com doenças inflamatórias intestinais sem que sofram restrições alimentares drásticas, procurando recuperar a mucosa e proporcionar melhor qualidade de vida a eles.

  Portanto ficar atento ao que você consome diariamente é super importante para prevenir e ou evitar consequências desagradáveis e futuras patologias com um órgão tão único e seletivo do nosso corpo.

Beijo a todos e até a próxima .

Luciane Vieira
Nutricionista esportiva
Atleta womans physique IFBB
Patrocinada Black Skull Usa

Siga me Luinsta @lucianevieiraoficial
faceboock : Luciane Vieira atleta

Be Sociable, Share!

Esta entrada foi publicada em NUTRIÇÃO e marcada com a tag , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta