Creatina Vs. Cafeína, quem ganhara essa batalha?

Creatina Vs Cafeína

Entendendo porque a creatina e cafeína não combinam no mesmo período

Sabemos que a creatina é um dos aminoácidos mais procurados por praticantes de exercícios físicos e culturistas, graças ao seu efeito “esponja” que leva água para o interior da célula do músculo, fazendo com que o ambiente seja propício ao crescimento, pois se mantém hidratado e pronto para receber nutrientes. Outro benefício que também é procurado é a participação na contração muscular (fosfocreatina).

A cafeína retém líquido por ser um diurético, já se pode perceber uma grande diferença entre os dois. O que quero mostrar é que um não anula o efeito do outro, mas convenhamos que também não favorece. O correto seria usá-los em momentos distintos. Mas e se bater aquela vontade ao sentir o cheiro do café? Beba! Mas lembre-se de se hidratar mais.

Só a cafeína poderia atrapalhar 100% do acúmulo de creatina? Não, pois existem muitos diuréticos como bebidas alcoólicas, chás, molho de soja, alimentos salgados e em conserva (por conter alto teor de sódio).

Então como a cafeína “atrapalha” na absorção desse aminoácido? Os estoques de creatina são armazenados na mitocôndria e os diuréticos, como o café, excretam o que está guardado em situações onde o corpo está com pouca hidratação. Ai está mais um ponto onde eles não “combinam” em um mesmo período. Atletas e praticantes de exercícios físicos, utilizam esses diuréticos em períodos antes de competições ou metas a serem atingidas, pois ao ingerirmos, o organismo reage acelerando o metabolismo. Uma das reações químicas é a homeostase, que em situações de calor externo ou interno, enzimas liberam gotículas de água para manter a temperatura ideal da pele e não ocorrer um futuro ressecamento (por isso a recomendação de beber mais de 2 litros de água quando usar a creatina) e outra, talvez o ponto chave do artigo,  se perde mais líquido para o meio externo através da urina, adivinha o que vai junto? Sim, a creatinina, a substância precursora da creatina.

O que quero passar é: cafeína e creatina podem sim ser usadas juntas, mas é o mesmo que investir em um carro velho numa corrida de fórmula 1, ambos levarão mais tempo para chegar a seu ápice. O carro velho para chegar até o final dará várias voltas e a creatina, tão cedo não vai chegar a guardar grandes quantidades na mitocôndria, para ser usados nos momentos adequados do exercício. Usá-las em momentos distintos, como fase de ganho muscular e outra buscando a definição ou perda de peso, seria o mais coerente.

Banner ifbb

Be Sociable, Share!

Esta entrada foi publicada em DICAS e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta